Quem aí conhece o Yoga aéreo?

Quem aí conhece o Yoga aéreo?

Ele é um método que trabalha as posturas de yoga de um jeito diferente, já que mistura elementos circenses através de uma rede suspensa no teto. Criada em Nova Iorque no início dos anos 2000, essa prática é conhecida por vários nomes, como Antigravity yoga, Unnata Aerial yoga, Swing yoga e yoga Aéreo. Legal né?

 

Pra quem quer se mexer e não gosta de muita calmaria, a noticia boa é que a modalidade aérea é mais lúdica do que o yoga tradicional! Em algumas posturas, a rede  atua como facilitadora, tracionando o corpo. Já em outras, como as posturas de equilíbrio e força, ela gera ainda mais dificuldade.

 

O yoga aéreo trabalha os braços, as costas e o abdômen, trazendo definição muscular sem causar hipertrofia (tá no início da vida fitness e não sabe o que é isso? A gente traduz: hipertrofia é o aumento do volume muscular!). Pra praticar a atividade, não é necessário ter a vivência do yoga tradicional, mas é preciso ter o mínimo de consicência corporal e ser uma pessoa ativa.

 

Tá pensando em praticar? Então te liga nos benefícios que o yoga aéreo pode trazer!

 

Desenvolvimento da consciência corporal

Durante a execução das posturas, existe uma série de ações  a serem observadas pra ajustar o corpo na posição correta, isso desenvolve a consciência do corpo e a concentração.

 

Fortalecimento da coluna vertebral e descompressão das vértebras

A coluna é o alicerce do corpo e, por isso, uma coluna saudável deve ser forte e flexível. Através dos movimentos do tronco pra frente, pra trás e laterais, a coluna ganha ainda mais força e flexibilidade. Além disso, as invertidas totalmente suspensas proporcionam a descompressão das vértebras, trazendo benefícios pra quem tem hérnia, desgaste ou tensão crônica na cervical.

 

Desenvolvimento de força isométrica

As posturas são feitas com permanência, trabalhando a contração isométrica dos músculos, que é essencial pra estabilização do tronco e prevenção de dores nas costas.

 

Aumento da mobilidade articular

Conforme envelhecemos, nossas articulações vão ficando mais rígidas e perdendo mobilidade. Pra que isso não aconteça, o segredo é se mexer! No yoga aéreo, o alongamento trabalhado é mais profundo, indo além dos músculos. A rede suspensa traciona o corpo e abre espaço pra que as articulações ganhem amplitude.

 

Melhora da respiração

O yoga ensina a respirar com mais qualidade, com o objetivo de reduzir as tensões e exigir menos esforças na prática dos exercícios. Além disso, respirar profundamente acalma o sistema nervoso central e, consequentemente, a mente.

 

Contato com as emoções

Na modalidade aérea, é bem comum os alunos sentirem medo de fazer as cambalhotas ou ficarem pendurados de cabeça pra baixo. Lidar com a superação do medo e com o fato de não conseguir fazer algo é muito importante no processo de auto conhecimento.

 

Curtiu a ideia e já tá correndo atrás de uma academia ou centro e treinamento que ofereça a prática de yoga aéreo? Então fica ligado! O yoga aéreo é contraindicado pra quem tem pressão alta, glaucoma e processos degenerativos graves na coluna.

 

Se tu não sofres com nenhum desses problemas, pode mandar ver! (Mas a gente lembra que é sempre importante consultar um médico antes de iniciar qualquer atividade física!).

Tags: